Blog – Ideas your way
Guia de iluminação: as possibilidades para ambientes sem gesso
02 Ago

Guia de iluminação: as possibilidades para ambientes sem gesso

A iluminação é tudo! Nossos olhos veem luz, portanto, é a iluminação quem dita o que veremos e como as coisas serão. De nada adianta um ambiente com móveis elegantes, um sofá com grande presença ou a roupa de cama mais linda do mundo, se a luz do local não favorecer todas as sensações que você deseja transmitir.


Muitas pessoas esquecem justamente deste detalhe, investindo tempo e atenção no restante e deixando aquela lâmpada fluorescente única no meio do local. Não é errado, mas você pode ir além!

Note que não estamos falando em termos financeiros, afinal, aqui deixamos de lado o gesso, sinônimo de iluminação planejada, porém, complicado e caro. A intenção é mostrar que sem gastos exorbitantes e reformas trabalhosas é possível ter um ambiente único através do jogo de luzes.

Por isso, preparamos duas dicas chaves e uma lista de luminárias para lhe ajudar a obter o melhor resultado em cada cômodo da casa. Confira!

Dica #1

Quase todos os ambientes precisam de 3 pontos de iluminação:

Uma luz geral, que se distribui igualitariamente por todo o local e vem de um ou mais pontos do teto;

Uma luz de trabalho, que tenha foco direcionado especificamente para o desempenho de tarefas diárias, como cozinhar, ler ou trabalhar;

Uma luz decorativa, que dará um tom mais suave, intimista, aconchegante e terá destaque por possibilitar ornamentos.

Dica #2

Padronize as luminárias de teto da casa para garantir a uniformidade do seu recinto e decida em cada cômodo, uma luz de destaque. Não pela potência, mas, sim, pelo poder decorativo, posicionamento e nível de atenção que ela irá atingir. Ou seja, a cereja do bolo!

As luminárias!

Plafon

Luminária de sobrepor para o teto. Pode fornecer luz direta ou indireta e é indicada para ser a luz geral do ambiente.

Spots ou trilhos

Leia também: Decoração orgânica: a reaproximação com a natureza em casas e apartamentos!Luminária presa ao teto, direcional e com vários pontos de iluminação. Fornece luz direta e se encaixa bem como luz de trabalho ou decorativa.

Pendente

Luminária suspensa através de cabos no teto. Fornece luz direta e se encaixa na luz geral ou decorativa.

Lustre

Luminária suspensa, como os pendentes, porém mais decorativa e podendo fornecer vários pontos de iluminação. Produz luz indireta e tem como principal objetivo ser a opção decorativa.

De mesa

Luminária direcional, na maioria das vezes, com iluminação direta e servindo como luz de trabalho. Porém, como abajures também se enquadram neste quesito, podemos dizer que em alguns casos será uma iluminação indireta e decorativa.

Arandela

Luminária presa à parede. Tem iluminação indireta e é usada principalmente para fins decorativos.

Agora sim, você já tem todas as informações que precisa para pensar seu novo ambiente, ou repaginar aquele cômodo que merece atenção. O principal é ter em mente o propósito de cada lugar e quais sentimentos e sensações ele deve passar a qualquer um que entrar lá!

Fala pra gente o que achou do post aqui nos comentários!

Algumas das imagens deste post foram retiradas do Pinterest, caso uma seja de sua autoria, entre em contato conosco para darmos os devidos créditos ou retirarmos da publicação.

Share with
your friends

Leave a comment

Select the subject of
your interest!